Uma resposta a uma pessoa preocupada!

Olá pessoal! =D

Depois de duas semanas cheias de eventos, em que eu poderia postar todas as fotos para vocês, me deparei com um e-mail vindo dos meus contatos do blog que tive que responder por aqui. Afinal, muitos de vocês devem estar preocupados como esse moço e quero ser limpa e transparente com todos! 😀

“Você não me conhece, mas estou escrevendo estas palavras com a intenção única de te ajudar.
Sou formado em jornalismo e publicidade, trabalho com marketing, por isso posso dizer que sei do que estou falando, ok?
Minha namorada e eu fomos ao evento em que você é sua amiga que também é escritora estavam. Ela é fã do seu livro e comprou aquele novo que vocês lançaram. Apesar de não conhecer sua obra até aquele momento pensei comigo mesmo que não poderia ser sério aquilo, vocês fantasiadas como adolescentes sem noção. Bom falei isso para minha namorada e ela ficou brava comigo, obviamente. Ela me fez apostar e tive que ler seu livro devoy 1 e 2. E sendo sincero gostei. Achei uma idéia muito boa e não é como os outros livros que já li de fantasia, apesar de não gostar muito de universos assim. Todavia sendo sincero, como um adulto que trabalha com isso, jamais compraria nenhum deles se por acaso tivesse visto vocês antes. E com o objetivo de ajudá-la, e a pedido da minha namorada (que mesmo não querendo dizer isso diretamente também pensa da mesma forma) que escrevo isto para você. Não me leve a mal, pode parecer frio o que vou descrever, mas aceite a ajuda com olhos de editor e de alguém que trabalha exatamente com isso.

1) Pare de se fantasiar.
Aquele boné que vocês usam é ridículo para a sua imagem, e usando peruca colorida embaixo só piora. Já viu alguma escritora séria vestida assim? Ainda mais por que você não é mais uma adolescente. Não precisa se vestir seria, mas não pareça maluca. Use maquiagem, arrume seu cabelo (deve ser melhor do que a peruca), vista-se como alguém que seus leitores desejariam ser igual. Mais pessoas vão ter vontade de conhecer sua obra assim. Talvez chame a atenção de crianças e pré-adolescentes, mas é só. Se quer usar a fantasia de algum personagem contrate alguém para se vestir dele e passear pela feira ou para que as pessoas tirem fotos em frente ao seu estande.

2) Apesar de você dizer nas suas entrevistas (sim minha namorada me fez assistir) que sua obra não é uma crítica social, sinto muito lhe informar se não acredita, mas ela é. É isso é a que a torna boa. Não destrua isso dizendo que não era essa sua intenção e que “você criou um mundo para seus personagens”. Mesmo que não acredite diga que “criou isso para mostrar como o mundo é”, para levar as pessoas pensar. Isso trará pessoas inteligentes para conhecer seu livro.

3) Não diga que sua personagem principal é você, mesmo que seja. Deixe as pessoas curiosas sobre suas inspirações.

4) A amizade é linda, mas as vezes você precisa desvencilhar-se da imagem da sua amiga. Deixe claro se quiser que vocês cresceram escrevendo juntas e até possuem um livro escrito à 4 mãos, mas faça eventos sozinha também. (Minha namorada disse que sua amiga o faz). Faça alguns eventos mostrando sua obra como algo separado da sua dupla. Grandes escritores que possuem obras compartilhadas prezam pela sua individualidade também.

5) Já considerou a possibilidade de publicar em outro país? Talvez em inglês ou ao menos em outros países com língua portuguesa também. Pense alto se quiser alcançar. A J.K.Rowling não ficou famosa inicialmente em seu país.

6) Percebi que possui um blog. Quase um ano de desatualização. Ou você o mantém atualizado, ou desista dele. Mantenha o facebook, e mantenha o blog, mas mantenha os dois “vivos”. O seu blog e seu facebook devem tratar exclusivamente de seu trabalho. Eventualmente falar de algum trabalho de outrem.

Você possui tudo o que precisa para fazer muito sucesso, sua escrita melhorou desde o primeiro livro. Todavia, considere o bem que o marketing correto pode fazer por você e seus livros. Minha única intenção, reafirmando, foi de ajudar.
Felipe.”

Abaixo, nossas fotos tiradas na cabine no evento Harucon, que aconteceu nesse sábado e domingo em Cascavel:

11913232_910949628992577_4312532784897715334_n

Bom, vamos lá…

Olá, Felipe! 😀

Primeiro de tudo, obrigada pelo contato e pelo retorno ao meu trabalho. Sempre é bom ter essa linha de comunicação com os leitores!

Porém, sinto dizer que seu modo limitado de pensar me deixou decepcionada, pois fez com que você fosse contra princípios e valores básicos que mantenho como escritora. Para que você entenda como está sendo conflitante em seus conselhos, vou respondê-los por partes também:

– Lamento dizer que a sua formação em jornalismo e marketing deve estar desatualizada. As roupas coloridas não foram usadas ao mero acaso ou por que tínhamos a intenção de parecermos adolescentes, mas sim porque fazem parte da nossa estratégia de divulgação do nosso novo livro focado no público infanto-juvenil. Ele tem a proposta de ser uma fantasia colorida e divertida, nada séria. Queremos sorrisos, não apertos de mão vazios ou estrelinhas desbotadas de bom trabalho. Não sei se percebeu, mas junto com as roupas que chamam a atenção para a temática também estávamos distribuindo doces, que fazem parte do contexto da trama que desenvolvemos. Como já disse, nosso público alvo é o infanto-juvenil, o qual conhecemos bem ao ponto de saber que eles não terão a mesma reação que a sua. A Lhaisa, minha amiga escritora, a qual a amizade não é tudo de acordo com você, trabalhou com desenvolvimento de marcas de empresa por anos, com ênfase em storytelling. Então não pense que estamos fazendo algo sem noção ou que não sabemos exatamente o que queremos. Sabemos sim, obrigada, e está dando muito certo.

11904737_1033495846674629_3686453895231252371_n

Foto da feira do Livro Internacional de Foz do Iguaçu, no nosso horário de autógrafos.

– Não tenho o dom de mudar o mundo através da articulação política ou filosófica, mas posso mudar o mundo criado por mim através das decisões tomadas pelos meus personagens. Se isso influenciar as pessoas a fazerem o mesmo na realidade, perfeito! Se você enxergou ali uma crítica social, ainda perfeito! Continue a corrente fazendo também algo de bom para a sociedade e o mundo. Eu continuarei pelo caminho que escolhi.

100_4835

– A personagem principal foi baseada em mim mesma no seu início. Depois, em meu amadurecimento com a escrita, ela se tornou uma personagem única. Gosto de ser verdadeira em minhas respostas e, desculpe, continuarei sendo assim: Celebriant Devoy sou eu com quinze anos.

– Se tiver a oportunidade um dia, fale comigo e com a Lhaisa sobre isso de escrevermos juntas, e não se baseie apenas em alguns minutos de uma entrevista para tirar conclusões. Temos 15 anos de amizade, cada tijolinho dourado do nosso caminho de escritoras foi um trabalho em conjunto. Já fomos questionadas por escritores com fama sobre como conseguir essa façanha de escrever a 4 mãos uma história e não deixar esse fato evidente. É um trunfo, não uma fraqueza. Mais uma vez, revise suas bases sobre marketing 😀 Agora, quanto a questão de eventos individuais, cada uma de nós participa de momentos sem que a outra esteja junto. Lhaisa participa de mais porque ela está inserida no contexto dos eventos desde sempre, trabalhando na organização de muitos deles. Caso não saiba, ela é a vice-presidente da Academia de Letras de Foz do Iguaçu, e estar em eventos literários é praticamente uma obrigação dela com o cargo.

CPN12kPXAAEIoLx

Fantasy Line, realizado em 18/09/2015, em parceria com Alefi e Ponto de Cultura de Foz, o qual Lhaisa é a vice-presidente. Todos autores do evento, com Affonso Solano, padrinho do evento.

-Você disse que é formado em jornalismo, não? É sério que realmente não sabe sobre como funciona publicar em outro país? Não vou dar uma resposta pronta para você sobre isso, mas sim uma tarefa: pesquise quantos autores nacionais infanto-juvenis tiveram seus livros publicados fora do país, quais passos deram e como alcançaram esse objetivo! Paulo Coelho não é um exemplo aceitável (ah, isso pode ser considerado um trabalho de marketing também :D)

– Sobre o meu blog e minhas redes sociais, não se preocupe! Como agora tenho um livro lançado com estratégia de marketing e ele está tendo uma ótima recepção, talvez logo eu estarei em condições de ter um serviço profissional para eles. Então poderei parar com o meu dilema de ‘escrevo para o blog ou ajudo minha filha de seis anos com o dever de casa?’ 😛

12011116_910949635659243_2922509207012492286_n

Agora posso colocar minhas orientações também?

Abra mais a cabeça, viva mais o mundo, se interesse por saber como coisas diferentes funcionam. Olhar para o lado, pode ser fascinante, você pode estar deixando a oportunidade de viver passar 😀 Eu faço isso, e por isso continuarei com o meu boné e minhas roupas coloridas 😀
E, sério, pesquise sobre Brandthink e seja feliz! =D

Da autora das Séries Devoy e Princess vs Witch,

Paula Vendramini

Aquela que usa fantasia e boné sem medo de ser feliz.

No, não vou parar de usar fantasia.

No, não vou parar de usar fantasia.

=D

Anúncios

3 comentários sobre “Uma resposta a uma pessoa preocupada!

  1. Só acho que seu leitor deixou de analisar a escritora quando criou essas dicas de marketing… Nao sou especialista no assunto, mas quando se cria uma estratégia, não se depende somente do objetivo a ser atingido, mas deve-se pensar também como o escritor pode agir, dentro de sua personalidade, para atingir esse público. Ou então é mais fácil você virar um personagem? Uma mentira para que venda mais? Sabe do que lembrei? Do incrível texto do Raphael Montes sobre como ser um escritor de ‘literatura séria’. Infelizmente o e-mail que vc recebeu nao estava carregado da ironia que o Montes usou em seu texto =P

    http://oglobo.globo.com/cultura/como-ser-um-escritor-de-literatura-seria-16999675

  2. Caramba! Esse cara me lembrou um daqueles animais de carga com freio nos olhos, sério! Sabe aquelas pessoas com muita teoria, mas sem nada de prática, entocados em seu cubículo. Quem é o verdadeiro sem noção? Continue sendo você, Paula. Eu admiro demais você e a Lhaisa, e isso já é de conhecimento de vocês. Para mim, vocês ainda vão fazer história nesse país. E se pra isso tiver que fazer o mundo mais colorido, faça! Existem muitas pessoas enxergando preto e branco por aí.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s